andre

Professor André Gaby, coordenador dos cursos técnicos, em entrevista para o site da EMUFPA.

Uma entrada recorde de mais de 170 novos alunos já anunciava que este seria um ano bem diferente. E assim tem sido. A escola tem respirado novos ares com inovações no processo seletivo, abertura de cursos técnicos inéditos na região, ampliação dos editais de auxílio estudantil, e perspectivas bastante animadoras para os próximos meses. Conversamos com o Prof. André Gaby, coordenador dos cursos técnicos, sobre uma avaliação pós realização dos processos seletivos, e também sobre perspectivas futuras para este ano. Confira o bate-papo na íntegra.

Qual a sua avaliação do Processo Seletivo 2018 da EMUFPA?

O processo foi muito bom. O fato de ter 2 etapas ajudou bastante. Ficamos com uma quantidade um pouco menor pra realizar a parte presencial, o que facilita nossa análise. Já estamos há 2 anos com o CEPS/UFPA. Tudo é feito on line, os estudantes imprimem cartão de inscrição e solicitam as isenções, quando têm direito, como nas provas do vestibular. Através do CEPS temos uma abrangência muito maior. Este ano tivemos candidatos do Pará inteiro vindo participar e também de Macapá. A ideia é ampliar a divulgação pra que sejamos um pólo de atração de estudantes música na região.

Quais são os cursos mais procurados?

Música popular sempre tem maior procura. De forma disparada, canto popular é a habilitação mais procurada. Mas o curso técnico em instrumento musical - banda também é muito visado, por conta da grande demanda vinda do interior. Vale ressaltar que ofertamos um curso novo, de composição. Para o próximo ano haverá outras novidades.

O último processo seletivo aconteceu em dezembro, mais cedo do que normalmente acontecia. Será assim a partir de agora?

A tendência é que os processos seletivos se fixem em novembro a partir desse ano. Isso acontece em função do nosso calendário interno. Fazendo nesse período temos tempo suficiente de realizar toda tramitação pra que os alunos sejam inseridos nos sistemas e possam participar dos editais internos. A ideia é facilitar.

Sobre Editais de Auxílio Estudantil, quais são as novidades?

Este ano, já lançamos um edital que tem duas modalidades: permanência e moradia. Os estudantes devem pleitear via sistema, o SIGAEST. O setor da UFPA responsável pelo auxílio estudantil é a SAEST (Superintendência de Auxílio Estudantil). Lá eles inserem todos os documentos necessários para serem analisados, a vigência começa em agosto. Os estudantes do ano passado já fizeram esse processo e têm a possibilidade de renovação este ano. O que lançamos de novidade em 2018 é uma instrução normativa que possibilita aos estudantes solicitarem o auxílio em qualquer momento do ano, caso tenham necessidade urgente. É chamado de auxílio emergencial. Todo mês entre os dias 20 e 30 estão abertas as inscrições. É uma análise mais célere. Também vale lembrar que, por vezes, lançamos seleções de bolsa de auxílio acadêmico para trabalhar na Escola, em algum setor. Mas isso depende da disponibilidade de vagas e da necessidade dos setores.

Sobre o convênio Pará-Missouri iniciado em 2017, quais as perspectivas para os alunos dos cursos técnicos?

Existe a perspectiva do Edital para alunos. Ano passado já foi preparado, e esse ano será lançado. Ele possibilita um recurso pra que estudante possa se manter em Missouri realizando intercâmbio, caso ele seja aprovado no processo de seleção. O intercâmbio dura 2 meses e acontece entre os meses de dezembro e fevereiro.

Como será a seleção?

Primeiramente haverá uma pré-seleção, através de indicação dos núcleos da Escola (cordas, piano, metais, etc). O aluno deverá apresentar uma carta de recomendação feita por professores. Depois haverá uma seleção acadêmica através de análise curricular. Até então o edital será aberto apenas aos estudantes que estão cursando o último ano do curso técnico, e os candidatos deverão ser maiores de idade, o que é uma exigência da Universidade de Missouri. O inglês não é um critério eliminatório. A exigência quanto à renda do candidato é a mesma que consta em todos os auxílios da UFPA, mas não se trata de um critério eliminatório, apenas classificatório. Se não houver ninguém aprovado na faixa de renda inicialmente estipulada, haverá abertura para todos.

ufpa

 

ESCOLA DE MÚSICA DA UFPA

End. Av. Conselheiro Furtado, 2007
E-mail. emufpa@ufpa.br
Tel. +55 (91) 3242-6233